quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Soneto inglês n.º 2

Livro ANTOLOGIA POÉTICA: Estrela da Manhã e outros poemas, de Manuel Bandeira, de 1978, p.62, editora Círculo do Livro. Edição integral, direitos de Helena Bandeira R. Cardoso, Maria H. C. Organização, estudos e notas: Emmanuel de Moraes.
Aceitar o castigo imerecido,
Não por fraqueza, mas por altivez.
No tormento mais fundo o teu gemido
Trocar num grito de ódio a quem o fez.
As delícias da carne e pensamento
Com que o instinto da espécie nos engana
Sobpor ao generoso sentimento
De uma afeição mais simplesmente humana.
Não tremer de esperança nem de espanto.
Nada pedir nem desejar, senão
A coragem de ser um novo santo
Sem fé num mundo além do mundo. E então
Morrer sem uma lágrima, que a vida
Não vale a pena e a dor de ser vivida.

Siga o Roteiro: Twitter Feed

Nenhum comentário:

Postar um comentário