quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Porquinho-da-índia

Livro ANTOLOGIA POÉTICA: Estrela da Manhã e outros poemas, de Manuel Bandeira, de 1978, p.62, editora Círculo do Livro. Edição integral, direitos de Helena Bandeira R. Cardoso, Maria H. C. Organização, estudos e notas: Emmanuel de Moraes.
Quando eu tinha seis anos
Ganhei um porquinho-da-índia.
Que dor de coração me dava
Porque o bichinho só queria estar debaixo do fogão!
Levava ele pra sala
Pra os lugares mais bonitos, mais limpinhos,
Ele não gostava:
Queria estar debaixo do fogão.
Não fazia caso nenhum das minhas ternurinhas...
- O meu porquinho-da-índia foi a minha primeira namorada.

Siga o Roteiro: Twitter Feed

Nenhum comentário:

Postar um comentário