segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

O amor - O PROFETA

Livro O PROFETA de Gibran Khalil Gibran, tradução de Bettina Gertrum Becker. Porto Alegre: L&PM, 2009, p. 22-24, Coleção L&PM Pocket.

[...]
Disse, então, Almitra: Fala-nos do Amor.
[...]Com uma voz poderosa ele disse:
Quando o amor vos chamar, segui-o,
Apesar do seu caminho ser duro e íngreme.
E quando suas asas vos envolverem, abraçai-o.
Apesar da espada escondida entre suas penas poder ferir-vos.
E quando ele falar convosco, acreditai nele,
Apesar de sua voz poder esfacelar vossos sonhos como o vento norte arruína o jardim.
Pois mesmo quando o amor vos coroa, ele vos crucifica.
[...]
O amor não dá nada além de si mesmo e não toma nada além de si mesmo.
O amor não possui nem é possuído;
Pois o amor é suficiente ao amor.
Quando vós amais, não deveis dizer: "Deus está no meu coração", mas sim "Estou no coração de Deus".
E não pensai que podeis dirigir o curso do amor, pois o amor, se achar que mereceis, dirige o vosso curso.
[...]

Siga o Roteiro: TwitteFeed

Nenhum comentário:

Postar um comentário